Psicologia 

soviética

Acervo de estudos soviéticos sobre o psiquismo humano — 064 documentos

Rubinshtein, S. Ia. (1981/2021) Sobre algumas ideias de L. S. Vigotski na área da patopsicologia.

Em português

7 p. 

Rubinshtein, S. Ia. (1981/2021) Sobre algumas ideias de L. S. Vigotski na área de patopsicologia. Umuarama-PR: “Estação MIR” Arquivos digitais. 7 p.


UM EXCERTO



“As tentativas de inferir todos os sin- tomas de uma patologia psíquica a partir da causa da doença e, consequentemente, basear nisso o diagnóstico diferencial, tornam-se menos justificadas. Se todos os sintomas são determinados a partir da própria doença, então cada um adquire um significado, reconhecido ou ainda não reconhecido, mas um significado diagnóstico. Infelizmente, a atividade de uma pessoa doente, seu modo de vida durante a doença, é agora levada em conta de forma extremamente insuficiente na análise psicopatológica. Muda-se as representações sobre a essência e as causas da doença (explicações morfológicas são substituídas por bioquímicas, genéticas e outras), mas muda-se pouco as maneiras de interpretar os sintomas. Eles são determinados, em grande parte, pela própria doença, ou seja, de dentro. Enquanto isso, Vigotski estima que os sintomas individuais estão em relação diferente e extremamente complexa com a causa subjacente. “Não se alinha – escreve ele – todos os sintomas em uma série, na qual cada item está em relação completamente {135:} idêntica com a causa que deu origem a toda a série” [ibid., p. 28].” (Rubinshtein, 1981/2021, p. 22)









Referência completa:

.